:: ANGOLA :: EMBAIXADA :: SEC. CONSULAR :: ECONOMIA :: VIAGENS :: CULTURA :: LINKS
PERFIL
MACROECONOMIA
RELAÇÕES INTERNACIONAIS
RECUSROS NATURAIS
INFRAESTRUCTURAS
Regime de Importação
REGIME DE INVESTIMENTO
LEI DO INVESTIMENTO
LEI DOS INCENTIVOS
PROCEDIMENTOS DE INVESTIMENTO
English

    INFRAESTRUCTURAS

Agricultura e pescas

Angola é o país que possui a maior superfície de terras cultiváveis e irrigáveis de África. A isso junta-se uma grande variedade de climas favoráveis às culturas tropicais e semitropicais. O sector agrário foi, infelizmente, um dos mais afectados pela guerra, sofrendo uma destruição significativa das suas infraestruturas de produção e dos seus equipamentos agro-industriais. A reabilitação do sector agrícola é actualmente objecto de numerosos programas de desenvolvimento suportados pela comunidade internacional. A reconstrução das infra-estruturas e do sistema de transportes, bem como a desminagem das vias de accesso às zonas rurais, são condições essenciais para o recomeço da actividade agrícola.

A principal cultura é a do café, seguindo-se-lhe a cana-de-açúcar, o sisal, o milho, o óleo de coco e o amendoim. Entre as culturas comerciais destacam-se o algodão, o fumo e a borracha. A produção de batata, arroz, cacau e banana é relativamente importante. Os maiores rebanhos são o bovino, o caprino e o suino.

O sector das pescas sofreu uma quebra após a independência, em 1975, mas tem vindo a recuperar graças aos investimentos em curso. As indústrias de conservas estão a ser reabilitadas, novos armazéns frigoríficos estão a ser construídos e a frota pesqueira está a ser renovada. A costa marítima angolana estende-se por 1 650 quilómetros e figura entre as mais ricas em pescado do continente africano, tendo chegado a registar capturas de 600 mil toneladas por ano.  

A Indústria

Outro sector importante é o sector industrial, que depende, em grande parte, da cooperação internacional. A Indústria textil, ainda a sofrer as consequências provocadas pelo abandono do cultivo do algodão, tenta relançar-  -se mas necessita de importantes investimentos.

A indústria química produz, essencialmente, sabão, detergentes, tintas, colas e, mais recentemente, garrafas de plástico. A produção de materiais de construção é importante numa altura em que o país tenta a sua reconstrução. Trata-se de um sector em franco crescimento, que depende, em grande parte, de investimentos para a sua recuperação.

Energia e Águas

Várias acções estão a ser desenvolvidas neste sector, tais como: o projecto de abastecimento de água a Luanda Sudeste; conclusão da barragem de Kapanda na Província de Malange; reabilitação do grupo de Matala na Província da Huíla; recuperação da central térmica do Biópio na Província de Benguela, instalação de uma central de gás na Província de Cabinda

Transportes

No sector dos Transportes as destruições provocadas pela guerra atingiram a quase totalidade do parque automóvel pesado, 80% do parque ferroviário e 20% do parque de aeronaves.  A maior parte da extensão das estradas bem como grandes troços da linha férrea ficou inoperante. Vários esforços têm sido enpenhados para a reabilitação deste sector: O Governo aprovou vários projectos para reabilitaçao de estradas nacionais, sobretudo os eixos rodoviários de ikportância económica; grande parte da rede ferroviária encontra-se também em fase de reabilitação.

Embassy of  the Republic of Angola All rights reserved

 24 Eleftheriou Venizelou Str., 15237 Filothei Athens Hellas. Phone: +30 210 6898681-2, Fax: +30 210 6898683